Sexta-feira
17 de Setembro de 2021 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

5ª Unidade de Processamento Judicial (UPJ V) é instalada no Fórum João Mendes Júnior

TJSP moderniza a prestação jurisdicional.    O Tribunal de Justiça de São Paulo instalou, hoje (2), a 5ª Unidade de Processamento Judicial (UPJ V) do Fórum João Mendes Júnior, na Capital paulista. A UPJ abrange as 16ª, 17ª, 18ª, 19ª e 20ª Varas Cíveis e chega para racionalizar e modernizar a prestação jurisdicional oferecida à população. A solenidade, transmitida ao vivo pelo canal oficial do TJSP no YouTube, contou com a presença do presidente da Corte, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco. Também conhecidas como “Cartório do Futuro”, as UPJs foram criadas para adequar as unidades judiciais à realidade de trabalho resultante do processo digital. “Nosso objetivo é o de dar célere e qualificada prestação jurisdicional, sendo a UPJ o meio para tanto. Com a unidade de processamento, há melhor utilização dos recursos, sejam os materiais, com cinco cartórios num só local, facilitando o acesso; sejam os tecnológicos e, especialmente, os recursos humanos, pois o trabalho se dará por equipes, havendo especialização dos funcionários nas respectivas tarefas. Esperamos atingir tal objetivo com um atendimento ágil tanto às partes quanto aos advogados”, destacou a juíza corregedora da unidade, Inah de Lemos e Silva Machado. Em nome da Ordem dos Advogados do Brasil, a vice-presidente da Comissão Especial de Relações com o Poder Judiciário Estadual da OAB de São Paulo, Maria do Carmo Santiago Leite, comemorou a instalação. “As UPJs são de suma importância para a implantação do processo digital. A advocacia está muito contente com as unidades, que aceleraram o andamento dos processos. Só posso parabenizar essa atitude do Tribunal de Justiça”.  Representando o Ministério Público, o subprocurador-geral de Justiça de Relações Institucionais, Arnaldo Hossepian Salles Lima Junior, também elogiou a iniciativa. “O Tribunal de Justiça de São Paulo é pioneiro, inovador e está sempre em busca de uma prestação jurisdicional mais célere. Esta ação se iniciou em 2015 e, de lá para cá, o Poder Judiciário vem, cada vez mais, ao encontro dos anseios da população, da advocacia e do MP. Isso é motivo de alegria para o paulista e um exemplo para todo o Brasil”, afirmou.  Para a presidente da Associação Paulista de Magistrados (Apamagis), juíza Vanessa Ribeiro Mateus, após a instalação da primeira Unidade de Processamento Judicial, este foi se tornando o caminho a ser trilhado, uma vez que tornou os cartórios mais funcionais. “Ver que em ano de restrições muito severas houve dedicação para a implantação de mais uma UPJ nos faz acreditar que o tribunal está tomando o rumo na modernização - e isso não tem mais volta”, sublinhou.  Da mesma forma, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, deputado estadual Carlão Pignatari, destacou a melhoria oferecida à população. “Como cidadão paulista fico muito feliz quando vejo os avanços do tribunal. Com a modernização e celeridade que o TJSP vem trazendo, tenho certeza que vamos sair da pandemia muito melhores. Parabéns ao Tribunal de Justiça por sua evolução e determinação em se aprimorar”, disse.  No encerramento da solenidade, o presidente da Corte, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco, ressaltou a importância do passo dado. “As UPJs vieram definitivamente para ficar. Projeto de tamanha importância que já foi implantado em outros estados da federação e reflete o desejo de todos nós de sempre melhorar a prestação jurisdicional, notadamente em tempos de dificuldade”, pontuou. Para o magistrado, o sucesso na implementação das unidades, que melhoram acentuadamente o trabalho do Poder Judiciário, se deve à adesão de todos. “O Tribunal de Justiça sente-se feliz em poder contribuir ainda mais para a melhoria do extraordinário trabalho jurisdicional do Fórum Central da Capital”, concluiu.  Também participaram da cerimônia o vice-presidente da Corte, desembargador Luis Soares de Mello; o corregedor-geral da Justiça, desembargador Ricardo Mair Anafe; o presidente da Seção de Direito Criminal, desembargador Guilherme Gonçalves Strenger; o juiz diretor do Fórum João Mendes Júnior, Sidney da Silva Braga; o deputado estadual Delegado Olim; a defensora pública coordenadora da Regional Central, Vania Agnelli, representando o defensor público-geral do Estado de São Paulo; o delegado geral de polícia do Estado de São Paulo, Ruy Ferraz Fontes; os juízes assessores da Presidência do TJSP, Fernando Antonio Tasso, João Baptista Galhardo Júnior e Rodrigo Nogueira; a juíza diretora da 1ª Região Administrativa Judiciária (RAJ) – Capital, Laura de Mattos Almeida; os juízes titulares das varas que compõem a UPJ V, Aléssio Martins Gonçalves, Camila Rodrigues Borges de Azevedo, Caramuru Afonso Francisco, Edna Kyoko Kano, Elaine Faria Evaristo, Felipe Poyares Miranda, Luciana Biagio Laquimia e Raquel Machado Carleial de Andrade; o 1º secretário da Associação Paulista do Ministério Público, Pedro Eduardo de Camargo Elias, representando a Associação; a presidente da Associação dos Advogados de São Paulo (AASP), Viviane Girardi; e a presidente da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo, Daniela Silva Mroz.   Sobre as Unidades de Processamento Judicial (UPJ) Criadas em 2015 para adequar as unidades judiciais à realidade de trabalho resultante do processo digital, as UPJs unificam os cartórios e atualizam a pisão de tarefas, funcionando em quatro frentes: atendimento ao público, processos físicos, movimentação dos processos digitais e cumprimento dos processos digitais. O aumento da produtividade e eficiência no trabalho realizado resultam em maior celeridade processual e melhoria do atendimento a advogados e jurisdicionados. Estudo atualizado em março deste ano revelou uma redução de 60% no tempo médio de tramitação dos processos (da citação até a extinção) e um aumento de produtividade de 108% nos cartórios e de 42% nos gabinetes de juízes. As varas a cargo da UPJ V atualmente contam com 30.142 processos em andamento, sendo 10.133 físicos e 20.009 digitais, com média anual de distribuição de 14,8 mil novos processos.      imprensatj@tjsp.jus.br   Siga o TJSP nas redes sociais:   www.facebook.com/tjspoficial www.twitter.com/tjspoficial www.youtube.com/tjspoficial www.flickr.com/tjsp_oficial www.instagram.com/tjspoficial  
02/08/2021 (00:00)
Visitas no site:  5466788
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.