Sexta-feira
21 de Janeiro de 2022 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Desembargador Cesar Lacerda se despede da Magistratura

Última sessão de julgamento antes da aposentadoria. O desembargador Cesar Lacerda, integrante da 28ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo, despediu-se da Magistratura, hoje (7), em sua última sessão de julgamento antes da aposentadoria. Prestes a completar 40 anos de dedicação ao Judiciário paulista, o magistrado recebeu homenagens dos integrantes do 14º Grupo de Câmaras de Direito Privado (27ª e 28ª Câmaras), de membros do Conselho Superior da Magistratura e de servidores de seu gabinete. O vice-presidente do TJSP, desembargador Luis Soares de Mello, esteve presente à homenagem representando o presidente, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco. O vice-presidente teceu elogios ao amigo e destacou a lacuna que deixará no Tribunal. “Cesar é daqueles que só fez amigos na vida pessoal e profissional, pela sua simpatia, afeto e delicadeza no trato das pessoas. Indistintamente. Sempre solícito, simpático e agradável com todos. Não se ouve senão boas falas, de qualquer um que a ele se refira. Sempre muito educado, fino, elegante, atencioso e cortês com todos, é um verdadeiro gentleman e sempre muito amigo de todos. Deixa sua marca forte não só na magistratura paulista, como na história do próprio Tribunal de Justiça”, afirmou. O corregedor-geral da Justiça e presidente eleito do TJSP para o biênio 2022/2023, desembargador Ricardo Mair Anafe, exaltou a atuação do magistrado na Corte paulista e as qualidades do amigo. “Não foram 40 anos de trabalho, mas 40 anos de paixão. Temos plena consciência do que fazemos e fazemos com amor. E, como pessoa, além de um amigo leal, é um homem de um bom-humor fantástico, pleno em saúde física e mental e que tem sempre uma palavra amiga.” O presidente da Seção de Direito Criminal e vice-presidente eleito para o biênio 2022/2023, desembargador Guilherme Gonçalves Strenger, referiu-se ao colega como “um julgador dedicado, competente, comprometido com os ideais da Justiça e que muito contribuiu para o engrandecimento magistratura”. Também destacou o lado humano do homenageado: a simplicidade, o sorriso constante e a simpatia. ”O sentimento é de saudades antecipadas.” O presidente da Seção de Direito Privado e colega de Câmara, desembargador Dimas Rubens Fonseca, se disse emocionado com a aposentadoria do amigo. “Sempre me senti à vontade na 28ª Câmara e, agora, quando sai uma peça tão ímpar como o Cesar, sinto muito”. Outros integrantes do 14º Grupo de Câmaras também fizeram uso da palavra para homenagear o colega. O desembargador Celso José Pimentel rememorou a trajetória do homenageado e o elogiou para além do campo profissional. “Cesar deixará saudades em todos nós", afirmou. O desembargador Cesar Luiz de Almeida destacou a fidalguia do colega: “Que Deus o acompanhe nesta nova fase que, certamente, será de sucesso e alegria, porque sua fidalguia o acompanhará para sempre”. A desembargadora Berenice Marcondes Cesar desejou muitas felicidades: “agradeço por você ter sido meu colega”. A desembargadora Daise Fajardo Nogueira Jacot afirmou que Cesar Lacerda é desses colegas de que se tem prazer de lembrar: “acho que o tribunal perde muito, mas sua família ganha, com certeza”. O juiz substituto em 2º grau Rogério Murillo Pereira Cimino, recém-chegado ao Grupo de Câmaras, lamentou não ter tido tempo de trabalhar com o homenageado. O juiz substituto em 2º grau Alfredo Attié Júnior declarou ter sido sempre muito bem acolhido. “Lamentavelmente, a vida nos deixa com muitas dívidas e eu queria ter tempo dentro do tribunal para retribuir toda essa simpatia e acolhimento”, ressaltou. Sérgio Leite Alfieri Filho contou sobre sua chegada na Comarca de São Vicente e como foi recebido por Cesar Lacerda, “o primeiro que me estendeu a mão, me deu boas vindas e se pôs à disposição”. A juíza substituta em 2º grau Angela Moreno Pacheco de Rezende Lopes também participou da homenagem. Em clima de informalidade, Cesar Lacerda agradeceu as palavras de carinho e a presença de todos, e se declarou grato pelos anos de Magistratura. “Fico muito contente e honrado de ter participado deste Tribunal que é tão importante, honrado por ter sido membro desta Corte paulista”, disse. “É apenas um momento de dizer um ‘até breve’ a vocês. Podem estar certos de que têm em mim um amigo e logo nos encontraremos.” Trajetória – Cesar Lacerda nasceu na Capital paulista em dezembro de 1952. Graduou-se bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), turma de 1975. Ingressou na Magistratura em 1982, como juiz substituo na 44ª Circunscrição Judiciária, com sede na Comarca de Guarulhos. Também judicou nas comarcas de Estrela D’Oeste, Santa Branca, Itanhaém, São Vicente e São Paulo. Foi removido para o cargo de juiz substituto em 2º grau no ano de 1995 e promovido para o cargo de juiz do 2º Tribunal de Alçada Civil de São Paulo em 2004. Tornou-se desembargador em 2005.   imprensatj@tjsp.jus.br   Siga o TJSP nas redes sociais: www.facebook.com/tjspoficial www.twitter.com/tjspoficial www.youtube.com/tjspoficial www.flickr.com/tjsp_oficial www.instagram.com/tjspoficial
07/12/2021 (00:00)
Visitas no site:  7002192
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.