Sexta-feira
21 de Janeiro de 2022 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Destaque à alta produção e aos símbolos do Judiciário estadual paulista no Dia da Justiça

Hino do TJSP tem letra de Paulo Bomfim.   O Poder Judiciário comemora nesta quarta-feira, 8 de dezembro, o Dia da Justiça, data criada pelo Decreto-Lei nº 8.292/1945. Celebrado, oficialmente, pela primeira vez em 1950, por iniciativa da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), entidade fundada em 1949 e voltada para a qualificação dos magistrados e esclarecimento para a sociedade sobre as funções dos profissionais do Judiciário, o Dia da Justiça tem a finalidade de homenagear todos os profissionais que atuam para o cumprimento da Justiça no país. No Tribunal de Justiça de São Paulo, nesses dois anos em que o país passa pela pandemia advinda da Covid-19, muito se pode falar sobre os 55,2 milhões de atos processuais produzidos – entre sentenças, acórdãos, despachos e decisões. Desde o início, magistrados e servidores mantêm a prestação jurisdicional, via webconnection, por meio de 12,7 milhões de conexões, com 45.974 usuários distintos.               Produção de 16/3/20 a 5/12/21:             1º grau:             Despachos = 17.735.524             Decisões interlocutórias = 27.480.441             Sentenças = 6.470.301             2º grau:             Despachos = 1.687.465             Decisões monocráticas = 175.851             Acórdãos = 1.676.369 O TJSP não é conhecido somente pelo gigantismo de seus números. Seus símbolos são reconhecidos e admirados por todos os que integram o sistema de Justiça. Vale relembrar:   Hino – O Hino do Tribunal de Justiça de São Paulo é de autoria do poeta Paulo Bomfim. Nascido em 30 de setembro de 1926 e falecido em 7 de julho de 2019, o poeta foi servidor do TJSP e decano da Academia Paulista de Letras.   Tribunal, Tribunal de Justiça Onde a Lei é padrão de conquista Tradições se renovam num templo Corpo e alma da terra paulista. O passado é presente e futuro No Palácio plantado na História E, entre salas, vitrais e colunas, Surgem togas cobertas de glória. Tribunal, Tribunal de Justiça, Nosso chão, nosso altar, nossa grei, Fala a voz de distantes comarcas, E caminhos são passos da Lei. Judiciário paulista ei avante, Nas auroras que estão a chegar. Uma luz anunciando alvoradas Ilumina a missão de julgar. Tribunal, Tribunal de Justiça, Sobra a espada da Lei e a balança, É o Saber que se faz Julgamento, É a Sentença que é sol de esperança. Bandeira – A primeira versão da bandeira do Tribunal de Justiça de São Paulo foi idealizada em 1974 para a comemoração do centenário da instituição. Após 31 anos, a bandeira foi oficializada, como símbolo, por meio da Resolução nº 198/05. A Resolução nº 552/11, por sua vez, instituiu a bandeira, símbolo oficial do TJSP, como logotipo oficial nas suas respectivas apresentações visuais. A concepção da bandeira foi inspirada no pavilhão oficial do Estado de São Paulo, consagrado à Revolução Constitucionalista de 1932, e possui elementos heráldicos pertinentes à função judicial. A bandeira é composta por três faixas horizontais alternadas de negro sobre um campo branco, carregadas de um retângulo vermelho, perfilado de ouro, com uma espada de prata, em pala vertical, também empunhada de ouro, que sustenta uma balança do mesmo metal, ladeada pelas letras ‘S’ e ‘P’, acompanhada de quatro estrelas douradas, uma em cada canto. Em chefe, consta a legenda ‘Tribunal de Justiça’ e, na base do retângulo, em ponta, a data ‘3 de fevereiro de 1874’, também em caracteres dourados. A heráldica (conjunto de emblemas) é composta por: Estrelas – simbolizam os pontos cardeais (Norte, Sul, Leste e Oeste). Como o próprio nome diz, significam pontos de referência. Através deles é possível localizar qualquer lugar sobre a superfície da Terra; Espada – simboliza a força, coragem, ordem, regra e aquilo que a razão dita e a coerção para alcançar tais determinações; Balança – simboliza a equidade, o equilíbrio, a ponderação, a igualdade das decisões aplicadas pela lei; Cores – simbolizam a gênese do povo brasileiro, nas raças branca, preta e vermelha. Logotipo – Instituído pela Resolução 552/11, o logotipo sintetiza a identidade da Instituição. Sendo simples, em formato de desenhos ou letras, leva confiança ao público, garantindo padronização e fidelidade à identidade e à imagem institucional. No caso do TJSP, a marca padrão deve ser usada em todas as situações, exceto naquelas em que sua aplicação não for possível, quando serão empregadas aplicações alternativas, conforme Manual de Aplicação de Identidade Visual. Importante: o uso do logotipo da instituição em todos os setores judiciais, administrativos ou operacionais identifica, une e valoriza os integrantes do Poder Judiciário paulista. imprensatj@tjsp.jus.br Siga o TJSP nas redes sociais:  www.facebook.com/tjspoficial www.twitter.com/tjspoficial www.youtube.com/tjspoficial www.flickr.com/tjsp_oficial www.instagram.com/tjspoficial
08/12/2021 (00:00)
Visitas no site:  7002004
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.