Terça-feira
07 de Julho de 2020 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Dia Nacional da Adoção: Tribunais do Brasil se unem para uma tarde de lives no Instagram

TJSP apresentou o tema da adoção tardia.   Em 25 de maio é comemorado o Dia Nacional da Adoção. Para celebrar a data durante a quarentena imposta pela pandemia da Covid-19, Tribunais de Justiça do Brasil se uniram e inovaram em uma ação virtual inédita pela rede social Instagram. Ao longo de toda a tarde da segunda-feira, os tribunais, com a participação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), fizeram lives em seus perfis, interagindo entre si e abordando importantes questões do processo de adoção no Brasil. Entre os temas estavam entrega legal, família acolhedora, casas de acolhimento, perfil dos adotantes X perfil das crianças, entre outros. O grande encontro digital durou mais de sete horas. Começou às 12h30, com o Conselho Nacional de Justiça falando sobre o Sistema Nacional de Adoção (SNA), e terminou por volta das 20 horas, com o Tribunal de Justiça de São Paulo em um bate-papo com adotantes. Ao longo do dia interagiram também os perfis dos tribunais dos Estados de Goiás – idealizador da ação –, Rio Grande do Sul, Bahia, Mato Grosso, Alagoas, Santa Catarina, Roraima, Tocantins, Paraíba, Amapá, Espírito Santo, Amazonas, Pernambuco, Acre, Paraná, Mato Grosso do Sul, Sergipe, Rio de Janeiro e Rondônia. Na dinâmica do evento, o perfil oficial de uma instituição convidava o perfil de outro TJ a debater por 15 minutos algum tema pertinente à adoção. Ao término, o Tribunal que havia sido convidado iniciava uma nova live com outra Corte por mais 15 minutos. Ou seja, cada TJ transmitiu ao vivo por pelo menos 30 minutos.  A abertura das lives pelo Conselho Nacional de Justiça teve a participação do juiz paulista Richard Pae Kim, que atualmente é auxiliar da Presidência do CNJ, ao lado da subcoordenadora do grupo de trabalho de gestão dos cadastros do CNJ, Isabely Mota. O TJSP participou em dois momentos: interagindo com o Tribunal de Rondônia – os juízes Euma Tourinho (TJRO) e Iberê Dias (TJSP) conversaram sobre adoção de adolescentes – e, na sequência, Dias convidou duas famílias que adotaram jovens do projeto Adote um Boa-Noite para um bate-papo. “O evento digital mostrou bem as particularidades de cada local no Brasil, mas, também, os pontos que são comuns e que merecem um enfrentamento conjunto. As lives também demonstraram a união das varas de Infância e do sistema de proteção da Infância no Brasil em prol do atendimento das necessidades dos jurisdicionados. Estamos todos remando juntos”, afirmou Iberê Dias. E completou: “Outro aspecto importante foi a participação do CNJ, abrindo o encontro digital, avalizando o evento e dando as diretrizes dos trabalhos que devemos seguir”.   TJSP no encontro digital Um dos principais assuntos do dia foi a adoção de crianças com mais de sete anos, a chamada “adoção tardia”. Projetos de diferentes tribunais buscam estimular esse perfil de adoção. Entre eles, o site Adote um Boa-Noite (www.tjsp.jus.br/adoteumboanoite), do TJSP, vencedor do Prêmio Innovare 2018. Iniciativas dessa natureza são fundamentais para mudar a realidade da adoção no País porque cerca de 9 mil crianças e adolescentes esperam para ser adotados, apesar de haver mais de 46 mil pretendentes à adoção. A conta não fecha porque a grande maioria dos meninos e meninas tem mais de sete anos, enquanto os pretendentes desejam crianças mais novas. O Adote um Boa-Noite foi lançado em outubro de 2017 e podem participar crianças e adolescentes com mais de oito anos ou com alguma deficiência. Até abril deste ano, 31 adoções foram finalizadas pelo projeto; 25 processos estão em andamento, com as crianças já morando com os adotantes e seis processos foram iniciados, com as crianças em fase de aproximação dos pretendentes. Na live do TJSP, duas famílias contaram suas experiências: Roseli e Taner, que adotaram o Vinícius, hoje com 16 anos; e Silvia e Alexandre, que adotaram a Thalia, com 15 anos. Eles souberam do Adote um Boa-Noite por conhecidos e buscaram as varas participantes – na época, as unidades do Tatuapé e Santo Amaro, respectivamente. Roseli deu um depoimento sobre adoção de adolescentes que emocionou os internautas: “A adoção do Vinícius transformou as nossas vidas. Quando ele veio para casa, ele era quietinho, cabisbaixo e foi uma luta, mas o amor vence todas as barreiras. Tudo a gente constrói com amor. E amor não é uma coisa vazia. Amor tem que ser cheio: cheio de respeito, de fé, de confiança... Nós adquirimos isso com o passar do tempo. E se você tem amor e coragem, você vence. Não são só flores. É uma luta, mas a vitória é certa para quem tem amor”.     NR: Texto publicado originalmente no DJE, em 27/5.   imprensatj@tjsp.jus.br   Siga o TJSP nas redes sociais:  www.facebook.com/tjspoficial www.twitter.com/tjspoficial www.youtube.com/tjspoficial www.flickr.com/tjsp_oficial www.instagram.com/tjspoficial
28/05/2020 (00:00)
Visitas no site:  1711901
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.