Sábado
19 de Outubro de 2019 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Segurança jurídica é debatida no 8º Fórum Lide de Agronegócios

Presidente falou sobre varas especializadas nas RAJs. Em sua 8ª edição, o Fórum Lide de Agronegócios reuniu, em Ribeirão Preto, na sexta-feira (4), players para a discutir, principalmente, a inserção internacional do agronegócio. O evento, consolidado como um dos mais importantes encontros de líderes do agronegócio brasileiro, contou com a participação do vice-governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia; do secretário de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Marcos Troyjo, do secretário-adjunto de Comércio e Relações Internacionais, Flávio Bettarello; do secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Gustavo Junqueira; do prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira; dos deputados federais Arnaldo Jardim e Joice Hasselmann; do relator do Novo Código Florestal Aldo Rebelo (que foi homenageado por sua trajetória e atuação em prol do setor); do presidente da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Marcello Brito; da vice-presidente executiva do Grupo Doria, Celia Pompeia; e dos integrantes do Lide Mônica Bergamaschi (presidente/Agronegócios), Fabio Fernandes (presidente/Ribeirão Preto) e Maurílio Biagi Filho (chairman/Ribeirão Preto). Durante a abertura, o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças, fez uma saudação especial à mulher produtora rural, na figura de sua esposa Maria Amélia Junqueira de Andrade Pereira Calças, presente ao evento, que se dedica à produção rural e à pecuária. Também falou sobre a importância das Varas Especializadas Regionais, que pretende deixar em situação adequada para que o presidente que o suceder no TJSP possa dar continuidade à instalação. “Elas trarão mais segurança e rapidez às questões ligadas ao agronegócio”, anunciou. Acompanharam o presidente, os juízes assessores da Presidência Rodrigo Marzola Colombini (Gabinete Civil) e Fabio Coimbra Junqueira (Designação de Magistrados).  “A segurança jurídica no Agro” – tema recorrente nos encontros agrícolas em todos os estados brasileiros e uma das principais preocupações do produtor a cada nova safra – exposto pelo presidente do TJSP, teve a moderação de Mônica Bergamaschi, com a participação do ex-ministro da Agricultura, hoje embaixador especial da FAO para o Cooperativismo, Roberto Rodrigues e do diretor Região Brasil da Tereos, Jacyr Costa Filho. Ao falar sobre “Recuperação Judicial do Produtor Rural”, Pereira Calças fez um retrospecto histórico e comparou a situação brasileira ao que acontece em outras partes do mundo como, por exemplo, nos Estados Unidos da América, onde até municípios estão sujeitos a falência e têm o direito de pedir recuperação judicial. Também foi instado a falar sobre a alta judicialização encontrada, nos dias atuais, no Judiciário. “Não há Poder Judiciário que vença essa autêntica, patológica e insana judicialização de conflitos. Somos 20 milhões de brasileiros e temos cerca de 100 milhões de processos em tramitação no país. Algo está errado!”, disse o presidente. Durante o debate sobre a abertura comercial e perspectivas para o agronegócio, Marcos Troyjo destacou a eliminação das pisórias entre os setores agrícola, industrial e de negócios, em todo o mundo. Pesquisadores, investidores e produtores, também participaram e, em conjunto, discutiram ações para o desenvolvimento do setor no país. Os demais painéis trataram sobre percepção dos mercados, Agro 4.0 e Tecnologia e Meio Ambiente. Confira a programação completa. imprensatj@tjsp.jus.br
07/10/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.